Vigaristas de Delhi – check

Procurado

Procurado

Nunca achamos que vai acontecer com a gente. Porque né, já ouvimos, lemos e soubemos de tantas histórias que nossa mente não concebe cair nos famosos touts (vigaristas) de Delhi. Quase todas as pessoas que encontrei durante a viagem disseram que aconteceu com elas, mesmo já cientes de todos os truques. Mas gente, é possível isso? Sim, é possível.

A situação é tão bizarra que participamos quase que involuntariamente. Eu chegava do aeroporto para comprar um bilhete de trem na estação de Delhi nesta manhã, com destino a Rishikesh. Enquanto caminhava em direção ao prédio, vários motoristas de rickshaw diziam insistentemente e veementemente que não havia mais bilhetes para estrangeiros na estação, só no escritório oficial do governo da Índia. Não escutei e segui firme no meu objetivo.

Fui para a fila de informações da estação porque não consegui encontrar o escritório de turistas estrangeiros (que ficava justamente na entrada oposta à que eu estava). Um homem VESTIDO COM A ROUPA DOS FUNCIONÁRIOS da estação, IDENTIFICADO como funcionário da estação, e que estava ORGANIZANDO A FILA me avisou que ali turistas estrangeiros não conseguiam mais comprar bilhetes, só os nacionais indianos. Inclusive me mostrou o lugar onde “costumava ficar” o guichê para estrangeiros. Tudo muito verossímil, pois de fato só havia indianos ali.

Eu já sabia que os turistas têm uma cota especial de passagens, isso é fato. Também é fato que o escritório oficial do governo da Índia fica na tal praça que todos falavam, que é relativamente perto da estação. Aí que antes de perder mais tempo sem informações concretas, pedi um rickshaw para me levar direto ao escritório do governo indiano. Ele me levou, mas não para lá.

A cara de pau é tamanha que o lugarzinho se autodenomina oficialíssimo. Você começa a perguntar informações, e coincidentemente, todas as passagens estão vendidas e é preciso contratar um motorista para te levar na cidade que você quer. Falei que ia almoçar e não voltei mais.

Procurando o caminho para o escritório certo, um homem emparelha comigo na rua. Esbravejo contra as pessoas de má fé que importunam os turistas, e o senhor de cabelos tingidos de acaju me garante que vai mostrar a agência oficial. Olho para o lugar que ele aponta: ufa, a placa externa tem o mesmo endereço do escritório do governo. Mas adivinha? Pura engambelação. Troco umas palavras com o dono e saio bufando de raiva (literalmente) e xingando até a décima geração (mentalmente).

Ativo o 3G do celular, ligo o Google Maps. O escritório oficial ficava a poucos metros dali.

FIM.

p.s.: pergunto aos agentes oficiais (sim, eles existem) como é possível ter algo assim e as autoridades não tomarem conhecimento. Eles disseram que conhecimento até elas tomam, mas que as devidas providências ficam para as calendas devido àquele mesmo esquema que conhecemos no Brasil há tempos.

p.s.2: sim, havia passagens para hoje. E sim, é possível comprar bilhetes da cota de turistas na estação de Delhi. Basta entrar pelo Portão 1, que fica de frente ao bairro do Pahar Ganj, e ir direto para o primeiro andar, seguindo as placas para o International Tourist Bureau. Lembrem-se: é a entrada oposta de quem vem do metrô expresso do aeroporto, e dá uns 15 minutos de caminhada.

Anúncios

19 Comentários on “Vigaristas de Delhi – check”

  1. Cecília disse:

    Super Débora contra os vigarista!! Isso mesmo, classe e esperteza! :)
    #meuorgulho

  2. Livia disse:

    Amorzo que bom que vc escapou dessa cilada hein!!! Affff
    Continue nos alegrando com o blog! Saudades…Muah!

    • deborazampier disse:

      Ciladaça amorzo! O pior é pensar que eu escapei, mas infelizmente muita gente cai, ate porque é meio obrigada a aderir se nao tiver uma boa desculpa para sair correndo. Bj!

  3. Rodrigo Haidar disse:

    Dé, querida, mas você deu o drible da vaca neles. Não caiu no golpe!!! Continue esperta, porque malandros vão passar todos os dias pelo caminho! Beijo e muita felicidade nessa sua aventura!

    • deborazampier disse:

      Hahaha pois é Rod, mas eles são tão acostumados e com a lábia tão boa que realmente fica difícil perceber que tem algo errado. Mas enfim, faz parte da experiência! Bj saudoso

  4. João Vitor C. Zampier disse:

    E a gente pensando que vigaristas e desorganização fossem privilégios do Brasil. Cada vez mais descrente com a raça humana.

    • deborazampier disse:

      Pois é John, aqui eles são profissionais. Mas também esta enraizado no que eles aprenderam a vida toda, e acho que esse problema maior está mais em Delhi. Não perde a fé na humanidade que um dia vai hehe bj

  5. Rimom disse:

    Pow, deixaram os picaretas brasileiros parecerem amadores rs, se cuida ae menina, abs.

  6. Jú Pires disse:

    Puuuuuutz!! Picaretagem profissional! :O
    Tô adorando os posts, amore!! E a sua cara de felicidade nas fotos! :)
    Bjos e saudades

  7. Aline disse:

    é de ficar indignada mesmo! tem picareta por toda parte, né?! beijao!!

  8. Aline disse:

    é pra acabar!! =( rs..

  9. Eslei R. Paladin disse:

    Que sufoco deve ter passado eim, ainda bem que deu certo.

    • deborazampier disse:

      Pois é, mesmo sabendo como funciona tudo, o motorista não te levar no lugar que você pede é sacanagem!! No Brasil estamos acostumados com taxista dando rolê em passageiros, mas levar no lugar errado é raríssimo, acho que nunca ouvi uma história assim por aí. bj


Comentários aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s