Meu surpreendente natal indiano

20131226-013737.jpg

Ao contrário do que pensam os leitores, meu natal na Índia foi cheio de Jesuses, presépios e papais noeis. O rebuliço em torno do aniversariante foi tanto que até ceia teve – tudo bem que acabou às 22h30, mas né, o importante é confraternizar.

“E os deuses azuis cheios de braços? E os deuses macacos? Como assim Jesus?”, pergunta você, já sem entender nada.

Embora o hinduísmo prevaleça entre mais de 80% da população, a Índia abraça calorosamente inúmeras religiões – a convivência é tão harmônica que não é raro encontrar Jesus dividindo altar com Shiva (azul) e Hanuman (macaco), especialmente no sul do país. Em Cochin, antiga colônia portuguesa onde estive nos últimos dias, uma significativa comunidade católica preserva costumes como a representação do auto de natal com as crianças da catequese e a missa do galo, uma fofura só.

20131226-013919.jpg

Não sabia muito bem dos detalhes até chegar lá e me refestelar na hospitalidade natalina local. Mais uma vez aquela sensação boa de estar em casa, mas dessa vez em casa mesmo: me hospedei na residência de uma querida família católica de pai, mãe e duas pequenas mocinhas. Estar no sofá da sala com eles ao som de um DVD de disco music natalina, enquanto saboreava os deliciosos bolo e vinho natalinos preparados pela matriarca, foi muito mais que esperava esse já amarfanhado coração mochileiro.

20131226-014212.jpg

Nas ruas, cada venda, cada corrida de tuk tuk, cada conversa ininteligível entre os locais, era encerrada com votos de happy christmas. Intrigada com a quantidade de cristãos, pergunto se o rapaz que acabou de fazer votos é católico. Diz que é muçulmano, mas saca um colar de crucifixo de dentro da camiseta. Me surpreendi ao descobrir que a antiga sinagoga estava fechada em homenagem ao aniversariante dissidente. No mural perto dos pescadores, Shiva e Jesus posavam lindos para a pintura.

20131226-014405.jpg

p.s.: Cochin em si é um cidadão com mais de 600 mil habitantes, mas um pedacinho dela, Fort Cochin, mantém o clima de vila pequena com cheirinho de maresia. Mesmo sem praia frequentável, o mar atrai atenções com os pescadores equilibristas que operam antigas engenhocas de freios e contrapesos – um interessante contraste com os cargueiros enormes que vão e vem de um dos portos mais movimentados da Índia.

p.s.2: aproveitando o ensejo, boas festas a todos!

Anúncios

6 Comentários on “Meu surpreendente natal indiano”

  1. Mara Garcia disse:

    FELIZ ANO NOVO.
    Que o Menino Jesus continue te guarnecendo com Saúde e Paz para que você continue nos brindando com suas belas reportagens da vida real.
    Adorei as fotos deste post.
    Abraços
    Estive com sua mãe em Pocinhos.

  2. Maira disse:

    Que bom que conseguiu encontrar um cantinho natalino na Índia!
    Já estou curiosa para receber as notícias do seu novo destino!
    Bjs da irmã com saudades!

  3. Sonia disse:

    Hola querida amiga
    Hoy me han invitado a comer chocolate con churros y me he acordado de ti.
    Chocolaaaate Umh…
    Vaya gozada de fotos
    Estas flipando eh?
    Bueno pronto cambias de destino, Srilanka nuevo flipe.
    un beso y feliz año nuevo (es lo que se dice estos dias)

    • deborazampier disse:

      Sônia querida! Que bueno tener noticias tuyas! Aqui las cosas van bien, no puedo reclamar! Salgo de India ya em 3 de Enero, un poco triste porque amamos ese pais, lo sabes cuanto, pero feliz por lo que me espera en Sri lanka! y tu, como anda la vida? Los mejores votos para 2014, con muchas viajes más! Besitos!


Comentários aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s