Índia acaba aqui

IMG_4459

Nada mais bonito que o fim.

Parece que só com data limite conseguimos aproveitar as coisas intensamente, como deveria ser tudo na vida. Buscando as imagens que ilustram este post, tenho certeza de que assim foi minha passagem pela Índia, 31 destinos e mais de 10 mil quilômetros depois.

Só hoje, há dois dias longe do país que foi minha casa pelos últimos três meses, apareço para avisar que já estou no Sri Lanka. Dado o sumiço dos últimos tempos, preciso contar que as festas de fim de ano em Kerala foram regadas a sentimentalismo letárgico, daqueles que fingem ignorar o inadiável. Mas o avião não tem tempo para pieguices e cá estou na capital do antigo reino Ceilão, essa indiazinha-mini, desde o dia 3 de janeiro.

Muito antes de qualquer roteiro, sempre soube que precisava começar a viagem pela Índia. Eu, que passo longe do estilão camiseta de OM / yoga / incenso e que derrapo a passos largos no caminho da espiritualidade. Muitas vezes me perguntaram se a jornada saía como planejado, e eu resumia com um “sim” ponta de iceberg. Completo agora que não foram poucas as vezes que chorei de emoção.

As gentes (ah, as gentes), os perrengues, as fés, os caminhos, os lugares, as novidades, tudo em absurdas ondas de informação, desbastaram minha casca e entranharam em infusão pelos poros, até que virei uma pessoa diferente. Não sei se melhor ou pior, se mais calma ou mais intensa, se com menos respostas ou mais perguntas.

Ou de repente tudo isso junto em um delicioso paradoxo harmônico, como a Índia ensina tão bem.

IMG_1811IMG_2499IMG_2209IMG_2864IMG_2873IMG_2224IMG_4034IMG_3933IMG_4002IMG_3958IMG_3156IMG_3161IMG_2909IMG_2445IMG_2493IMG_2531IMG_2397IMG_2205IMG_2193IMG_2198IMG_2212IMG_2045IMG_2044IMG_1941IMG_1965IMG_1973IMG_1942IMG_1277IMG_1374IMG_1112IMG_1448IMG_1149IMG_1215

p.s.: a partir de hoje, o link com o mapinha interativo está fixo na seção Roteiro. Mais fácil, né?

Anúncios

12 Comentários on “Índia acaba aqui”

  1. Marília disse:

    Show de vida, biza! Pra que definir se pior ou melhor? A mim me importa a transformação, a novidade. A bizzie não será a mesma pós Índia (e o contrário tampouco rs)

    • deborazampier disse:

      A graça está aí mesmo bizzie, não definir! Me perguntaram esses dias como eu me senti quando saía da Índia não consegui falar nada específico, só que diferente! hehe beijo!

  2. Aline disse:

    Obrigada, um ótimo 2014 pra vc tb!!! ;)

  3. Aline disse:

    Amei tudo!

  4. Patrícia Colela Doyle disse:

    Débora querida, gosto muito de acompanhar a sua viagem, ler os seus relatos e aprender através do seu olhar atento e emocionado. Feliz 2014! Beijos.

  5. Max Duarte disse:

    Que legal, Débora! Continue nos encantando com as suas descobertas. Tenha um super 2014!

  6. Patricia Klingl disse:

    Não sei o que me emocionou mais, seu texto ou os registros dos encontros incríveis ao longo desses três meses.


Comentários aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s