E o Sri Lanka, hein?

Galle Rd, uma das mais movimentadas de Colombo.

Galle Rd, uma das mais movimentadas de Colombo.

Voltando à programação normal, vamos falar do Sri Lanka? Afinal, são só três semanas, e uma já foi (!).

Começo me redimindo por ter mencionado ali atrás que o SL seria uma mini-Índia. É um conceito bem errado, reproduzido com base na opinião de outros e observação insuficiente de recém-chegada. Porque de fato não precisa de muito esforço para perceber que outra alma habita este país.

As semelhanças (e só com o sul da Índia) talvez se limitem aos motoristas de tuk tuk por todo lado, ao calor abafado, à comida apimentada e a alguma semelhança física entre os habitantes locais.

Já a diferença mais gritante está na urbanização. O Sri Lanka é mais limpo, as ruas e estradas são mais arrumadas, quase não tem buzina.  O estilo das cidades, mesmo no interior, parece mais moderninho e ocidental. Sai o hinduísmo dominante, entra o budismo, seguido por 70% da população. Os únicos animais na rua são os cachorros, e é possível encontrar carne vermelha em qualquer restaurante.

Quanto à capital, Colombo, um conselho? Não comprem a opinião dos guias e blogs de viagem. Eles dão uma diminuída enviesada na cidade lembrando que não há monumentos ou atrativos naturais por lá, levando a maioria dos viajantes a descer do aeroporto direto para as praias, montanhas e parques nacionais espalhados pelo Sri Lanka – um desperdício.

E o que tem para fazer em Colombo? Na minha opinião, qualquer capital merece ao menos um dia de caminhada de reconhecimento, afinal, trata-se de um importante microcosmo do país.

Vagar pelos bairros, observar o ritmo da cidade, perceber a mescla da cultura sinhalesa com influências ocidentais, saborear um chá com bolinho com os locais, fazer compras na incrível loja de departamento made in Ceilão…Para mim, estar no meio das pessoas a saber como o país avança é uma experiência turística tão ou mais significativa que praias paradisíacas e monumentos da Unesco.

Até!

p.s.: mesmo com a máquina roubada, esse bendito iCloud salvou os registros de Colombo via wifi. As fotos no Flickr estão na coluna aqui do lado!

p.s.2: o tempo passa voado e a gente nem tchum, mas ó, três incríveis meses de estrada exatamente hoje.

Anúncios


Comentários aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s