Evitando ter um treco

vacina

Agora chega, né moço?

Bom, enquanto a dita cuja não chega, vamos falando dos preparativos.

Quando decidi ir para a Ásia, as questões de saúde começaram a piscar com luz neon na     minha cabeça. Quem quer passar mal em países desconhecidos, com doenças desconhecidas, sem saber direito como funciona o esquema médico? É isso.

Comecei a olhar tudo com antecedência de seis meses por três motivos cabais. 1) A agenda dos bons médicos não é tão liberada assim para consultas e retornos de exames (e vários exames demoram para ser marcados, especialmente os de imagem); 2) algumas vacinas precisam de um tempinho razoável entre uma dosagem e outra; 3) tinha que passar um pente fino entre os preços e coberturas dos seguros de viagem disponíveis no mercado (e nos feedbacks dos usuários pela internet).

Aos fatos.

Médicos: é interessante pedir ao profissional de maior confiança a indicação de remédios para fazer um kit básico e também as receitas para fazer estoque dos mais complicados, como os antibióticos. E é bom levar tudo em boas quantidades, pois cada país tem um esquema próprio de venda em balcão sem pedido médico. Em uma pesquisa rápida, vi que é raro um país tão automedicável quanto o Brasil.

Vacinas: o sistema público de saúde de várias capitais tem atendimento especializado aos viajantes. Você liga, marca uma consulta com um infectologista, e ele diz os cuidados que você deve tomar para ir a determinada região. Em Brasília, o Ambulatório do Viajante fica no HRAN (Telefone para agendamento: 3325-4362). A minha consulta foi ótima. Não houve espera e o médico era super preparado (não lembro o nome dele, mas tinha bigode!). É bom levar o cartão de vacinas, pois da consulta você já é encaminhado para vacinação na hora mesmo.

Seguro de viagem: quem tem cartão de crédito poderoso pode ter cobertura gratuita, o que não é meu caso. Ainda estou olhando as opções de mercado, mas a empresa que parece ser a queridinha dos mochileiros é a dinamarquesa World Nomads. A blogueira da Abril Adriana Setti já tinha feito um post sobre eles em 2008, e falou novamente quando precisou usar, em 2010. Fiz um orçamento no site e achei tudo bem simples de entender, com boa cobertura, mas continuo pesquisando.

Aviso aqui sobre a decisão!

Anúncios


Comentários aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s